Fórum do Evidosol/Ciltec-online

Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor Evidosol » Sex Jun 02, 2017 08:44

Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Autor(es):
Janaína Zaidan Bicalho Fonseca

Resumo: Este trabalho objetiva analisar uma atividade experimental, oriunda do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) de um curso de Letras. A proposta diz respeito ao uso do aplicativo Snapchat, pelos professores de português em formação, para a produção de notícias. A justificativa desse estudo centra-se na necessidade de ampliar os eventos de letramento agenciados na e pela escola, buscando outras formas de vivenciar a escrita na contemporaneidade. Dado o exposto, o aplicativo Snapchat ajusta-se bem à justificativa formulada, já que dispõe de ferramentas multissemióticas próprias do ciberespaço, além de poder de concisão e objetividade, observado na escrita de notícias. O pressuposto teórico desta investigação orienta-se pelos estudos dos Multiletramentos, sobretudo pelas discussões alavancadas, no Brasil, por Rojo (2012, 2013). Como resultados parciais, aponta-se para a gradativa ampliação do ensino da escrita em sala de aula, ao fomentar atividades de produção textual realizadas por professores em formação, que vão rompendo com representações engessadas sobre o que significa escrever na escola.

Link: http://evidosol.textolivre.org/papers/2017/upload/128.pdf (Visualizar)
Avatar do usuário
Evidosol
 
Mensagens: 405
Registrado em: Qui Mai 12, 2011 04:45

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor Dirgo » Seg Jun 05, 2017 12:33

Parabéns pela pesquisa Janaína. Sugiro uma ampliação do referencial teórico.
Dirgo
 
Mensagens: 27
Registrado em: Qua Mai 11, 2016 11:01

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor MuriloGentil » Seg Jun 05, 2017 12:45

As matérias jornalísticas do jornais impressos e digitais estão tão ruins em relação a erros gramaticais que se torna importante um ensino mais sério e aprofundado.
Será que o digital está "emburrecendo" nossos jornalistas?
MuriloGentil
 
Mensagens: 9
Registrado em: Qua Mar 15, 2017 08:47

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor LUDMILA0306 » Seg Jun 05, 2017 01:21

Boa tarde, Janaína! Tudo bem?

Em primeiro lugar gostaria de lhe parabenizar pela excelência do seu trabalho que vem ao encontro das condições de produção em que vivemos, marcadas pela coexistência dos métodos tradicionais de ensino dos gêneros com a presença cada vez maior da leitura e da escrita nas mídias digitais.

Seu estudo funciona como uma resposta a minha recém-defendida pesquisa de Mestrado, na qual analiso o imaginário dos professores em formação sobre o livro como artefato culturalmente legitimado para a leitura. Por meio do aporte teórico da Análise do Discurso de linha francesa em interface com os Novos Estudos do Letramento cheguei à conclusão de que o professor em formação é influenciado por discursos institucionais, cujas vozes emanam de documentos oficiais como a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil que define o perfil de leitor como aquele que lê de quatro a cinco livros inteiros por ano. Assim, o professor em formação é levado a pensar que leitor é aquele que lê unicamente livros até o final, o que fomenta a nossa síndrome de não leitores, pois nem sempre os que leem empreendem suas leituras em livros.

Diante disso, podemos nos perguntar se o brasileiro é mesmo tão não leitor assim, visto que cada vez mais pessoas leem em outros espaços, em especial no contexto digital, o que amplia as possibilidades do letramento.

Assim, acredito que nossas pesquisas dialogam no sentido de a minha compreender o modo como o docente em formação é condicionado a pensar que leitura se faz apenas em livro, enquanto a sua oferece uma boa alternativa de um novo olhar sobre as práticas de leitura e de escrita no contexto digital.

Gostaria muito de poder interagir com você sobre nossas reflexões.

Abraços,
Ludmila Fernanda
LUDMILA0306
 
Mensagens: 17
Registrado em: Qui Mar 19, 2015 09:07

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor lilianasouza » Seg Jun 05, 2017 03:47

Interessante o uso do snapchat, visto que é muito popular especialmente entrée adolescentes. Parabéns.
lilianasouza
 
Mensagens: 10
Registrado em: Sáb Jun 03, 2017 01:04

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor laisvalente » Seg Jun 05, 2017 06:37

Ótimo Artigo!
laisvalente
 
Mensagens: 7
Registrado em: Sex Jun 02, 2017 11:04

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor Janaina » Seg Jun 05, 2017 07:00

LUDMILA0306 escreveu:Boa tarde, Janaína! Tudo bem?

Em primeiro lugar gostaria de lhe parabenizar pela excelência do seu trabalho que vem ao encontro das condições de produção em que vivemos, marcadas pela coexistência dos métodos tradicionais de ensino dos gêneros com a presença cada vez maior da leitura e da escrita nas mídias digitais.

Seu estudo funciona como uma resposta a minha recém-defendida pesquisa de Mestrado, na qual analiso o imaginário dos professores em formação sobre o livro como artefato culturalmente legitimado para a leitura. Por meio do aporte teórico da Análise do Discurso de linha francesa em interface com os Novos Estudos do Letramento cheguei à conclusão de que o professor em formação é influenciado por discursos institucionais, cujas vozes emanam de documentos oficiais como a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil que define o perfil de leitor como aquele que lê de quatro a cinco livros inteiros por ano. Assim, o professor em formação é levado a pensar que leitor é aquele que lê unicamente livros até o final, o que fomenta a nossa síndrome de não leitores, pois nem sempre os que leem empreendem suas leituras em livros.

Diante disso, podemos nos perguntar se o brasileiro é mesmo tão não leitor assim, visto que cada vez mais pessoas leem em outros espaços, em especial no contexto digital, o que amplia as possibilidades do letramento.

Assim, acredito que nossas pesquisas dialogam no sentido de a minha compreender o modo como o docente em formação é condicionado a pensar que leitura se faz apenas em livro, enquanto a sua oferece uma boa alternativa de um novo olhar sobre as práticas de leitura e de escrita no contexto digital.

Gostaria muito de poder interagir com você sobre nossas reflexões.

Abraços,
Ludmila Fernanda


Olá, Ludmila!

Fico satisfeita com a possibilidade de diálogo entre os nossos trabalhos.
De fato, há um discurso oficial que faz transitar representações sobre leitura e leitor, as quais costumam regular os modos de agir em sala de aula, orientando as estratégias didáticas acionadas pelos professores de língua portuguesa/linguagens. Me parece realmente difícil combater os já-ditos sobre o assunto, pois se trata de discursos que atravessam o imaginário popular e ajudam a solidificar práticas mais conversadoras de ensino de leitura. No entanto, acredito que podemos flexibilizar essas representações, incutidas nesses discursos, investindo na formação docente atualizada. Para isso, no meu entendimento, os professores formadores devem insistir não apenas em leituras teóricas de ponta, mas também e sobretudo em atividades práticas que possibilitem vivenciar, "na carne", experiências formativas viáveis para a sala de aula.
Bom, será um prazer dialogar mais a fundo contigo.
Estou à disposição!
Janaina
 
Mensagens: 9
Registrado em: Sex Mar 28, 2014 05:33

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor Janaina » Seg Jun 05, 2017 07:00

laisvalente escreveu:Ótimo Artigo!


Grata, Laís!
Janaina
 
Mensagens: 9
Registrado em: Sex Mar 28, 2014 05:33

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor Janaina » Seg Jun 05, 2017 07:15

MuriloGentil escreveu:As matérias jornalísticas do jornais impressos e digitais estão tão ruins em relação a erros gramaticais que se torna importante um ensino mais sério e aprofundado.
Será que o digital está "emburrecendo" nossos jornalistas?


Olá, Murilo!

Seu comentário é pertinente. Não sei se a palavra seria "emburrecendo". Entendo que há um processo de mudança implicado na transição, ou na adição, do letramento escrito para o digital. Nesse sentido, há características singulares da escrita digital, como a possibilidade de encurtamento das palavras, escolha de diagramação específica das letras, uso de emoticons e demais recursos multissemióticos da imagem, utilização de meios sonoros, dentre outros. Isto é, trata-se de uma mudança no campo da composicionalidade de gêneros que fazem uso do suporte tecnológico. Me parece que, quando se trata da escrita digital, por meio de aplicativos, há um tom de entretenimento. Isso, talvez, flexibilize o uso da norma padrão. Mas é só uma impressão...
Sobre as inadequações gramaticais no texto jornalístico escrito, há muitas coisas que se considerar aí. A primeira delas é se se julga tal escrita pela norma padrão abstrata, e, por isso, até certo ponto inalcançável (veja, por exemplo, o uso dos pronomes em início de frase, ou o uso de mesóclises. Veja também o uso da pretensa voz passiva no plural: Vendem-se livros. Isso faz parte do nosso tempo? ). Será que já não é hora de aceitar a norma culta (aquela utilizada por falantes urbanos escolarizados e, por isso, passível de desvios ao padrão) como padrão de linguagem de nossos tempos?
Estou aberta à discussão.
Muito grata pela participação!
Janaina
 
Mensagens: 9
Registrado em: Sex Mar 28, 2014 05:33

Re: Mídias digitais no ensino de gêneros jornalísticos

Mensagempor LuSou » Seg Jun 05, 2017 07:16

boa noite, ótimo trabalho
LuSou
 
Mensagens: 9
Registrado em: Seg Jun 05, 2017 06:14

Próximo

Voltar para Dia 05/06/2017

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron