Página 7 de 7

Re: A leitura e o texto na internet: o hipertexto no Facebook

MensagemEnviado: Qua Jun 07, 2017 11:53
por Esivaldo
Parabéns pela temática pesquisada,sem sombra de dúvidas as redes sociais, sobre tudo o facebook, trouxeram certa vantagem com relação a motivação da leitura. Existe uma linguagem vasta e rica na rede social, os sotaques e regionalismo servem para desenvolver a cultura escrita e falada e para enriquecer o diálogo.

Re: A leitura e o texto na internet: o hipertexto no Facebook

MensagemEnviado: Qui Jun 08, 2017 12:37
por rodrigogaia
Parabéns a todos pelo trabalho! Gostei da proposta e analise apresentada!

Re: A leitura e o texto na internet: o hipertexto no Facebook

MensagemEnviado: Qui Jun 08, 2017 12:38
por Glauciatavares
Sabemos que o conceito de hipertexto não é recente e que, há muito, existem produções escritas a que subjazem o princípio da hipertextualidade como, por exemplo, a bíblia, a enciclopédia, o dicionário e a lista telefônica. Entretanto, foi somente com a internet, que é o meio natural para a sua constituição, que o hipertexto constituiu-se como um “texto aberto”, caracterizado pelos princípios da não linearidade, interatividade, multicentramento e virtualidade. Com a propagação da rede e, consequentemente, da escrita que lhe constitui, a atenção dos estudiosos voltou-se para o hipertexto: da origem à configuração dessa produção escrita na tela do computador, passando por reflexões sobre sua concepção, semelhanças e diferenças quanto aos modos de escrita anteriormente existentes.
A internet proporciona um espaço inovador e desafiador em relação aos processos de escrita e leitura, uma vez que oferece ferramentas próprias e características que, associadas às premissas do autor, configuram uma nova forma de produção textual. Talvez a maior e mais relevante novidade trazida pelo hipertexto seja a possibilidade de leitor e autor se perderem em meio às várias leituras e produções, visto que a relação entre os mesmos é intrínseca e, muitas vezes, quase inevitável; ou seja, os hipertextos são construídos sem fronteiras nítidas, a coparticipação é sempre permitida e a construção dos (hiper)textos é rebuscada de diferentes modos por diferentes autores, alterando sua configuração final.
É legal ver como essa configuração final muitas vezes faz com que a ideia inicial deixe de existir, pois o autor do post, muda completamente de visão ao final de um debAte, então, um texto inicial acaba por criar um texto totalmente diferente.

Re: A leitura e o texto na internet: o hipertexto no Facebook

MensagemEnviado: Sex Jun 09, 2017 10:27
por anacarolinacalmeida
A leitura precisa ser entendida como um processo que envolve atividades com textos de diversas naturezas – pertencentes à diversos gêneros e suportes. Embora o texto eletrônico não possa ser considerado uma revolução, no que diz respeito à leitura como processo de compreensão em si, ele traz novidades em sua interface como os de navegação, por exemplo, os layouts, as cores das fontes, as imagens, os ícones que, às vezes, são integrados aos sons. Dessa forma, os sentidos construídos na leitura dos textos vão emergir não só do processamento dos elementos verbais, mas, também, do processamento de todas as linguagens envolvidas em sua materialidade.