Voltar

Por uma cartografia do devir

Autor(es) Renata do Carmo Crisóstomo Nakano
Coordenação de mesa
Macrotema Linguagem e Tecnologia
Artigo (Visualizar) (Download)
Local [fórum dia todo]
Horário 07/06/2017 - O dia todo
Link para Acesso (ACESSO A ESTE FÓRUM)
Resumo

A cartografia no meio analógico envolve o uso de mapas na criação e manipulação de representações geoespaciais. Tradicionalmente, o mapa é uma representação simbólica da realidade cuja função é a exploração, análise, compreensão e comunicação de infor-mações das relações espaciais. Nessa perspectiva, a cartografia pretende assumir um es-tatuto de ciência pelo qual as produções cartográficas, ou seja, os mapas, apresentam-se como “um modelo do real, o qual conserva relações matemáticas com a forma da Terra, viabilizando cálculos, transformações e representações das medidas do real”. É portan-to, uma construção estática, elaborada por um único agente social que pretende expressar a visão da maioria e retratar uma percepção espacial relacionada ao poder instituído. No entanto, conforme afirma Deleuze, “a maioria nunca é ninguém, é um padrão vazio”. Isso porque um discurso que pretende generalizar as diversidades numa representação estática acaba por não representar a nenhum dos sujeitos. Nesse sentido, pretende-se neste artigo, realizar um estudo entre as formas de cartografia que se assemelham à expe-riência do fora e suas instâncias. Esse estudo será desenvolvido a partir de uma análise das imagens de satélite extraídas do Vale Drenica, em Kosovo, durante a guerra de 1999. Tais imagens foram recolhidas por Laura Kurgan e apresentadas em forma de ex-posição com o nome: “SPOT083-264: Kosovo 03 de junho de 1999”.

Palavras-chave

Palavras Chave: Cibercartografia, Devir, Fora, Imagens de Satélite, Afecção.

Currículos
Renata do Carmo Crisóstomo Nakano

Graduação em Artes Plásticas pela UEMG Graduação em Publicidade e Propaganda pela UNI-BH Especialista em Design pela FUMEC Mestre em Artes na Linha de Poéticas Tecnológicas pela UFMG UX UI Designer em cibercartografias

Grande área letras linguísticas e artes. Área de Interesse de estudo: Afecções e Cibercartografias. Pós Verdade e Cibercartografias.

Integrante dos grupos de pesquisa GRUPELHO - UFMG Comte - CEFET MG Internet e Filosofia UFMG