Voltar

A importância das tecnologias na formação de professores dos anos iniciais: as políticas de língua e leitura na formação dos leitores na escola.

Autor(es) JOÃO BATISTA DA SILVA SANTOS
ELIANA CRISPIM FRANÇA LUQUETTI
Coordenação de mesa
Macrotema Linguagem e Tecnologia
Artigo (Visualizar) (Download)
Local [fórum dia todo]
Horário 06/06/2017 - O dia todo
Link para Acesso (ACESSO A ESTE FÓRUM)
Resumo

O presente estudo tem como objetivo apresentar a execução de um projeto de extensão que se destina aos alunos do curso normal de uma escola pública de Bom Jesus de Itabapoana / RJ. Nesse contexto da formação do professor, especificamente no que diz respeito à prática de leitura nas escolas através dos recursos tecnológicos, o projeto concebe a leitura como uma atividade propícia ao estabelecimento de relações intersubjetivas, levando em consideração o papel do professor como mediador da leitura na sala de aula. Para que essa mediação seja feita de forma eficiente, ressaltamos a importância da formação continuada do futuro professor na educação.

Palavras-chave

Formação de Professores,Tecnologias,Políticas Linguísticas, Leitura, Lingua

Currículos
JOÃO BATISTA DA SILVA SANTOS

Graduando de Licenciatura em Pedagogia da Universidade Estadual Do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF e Bolsista de Extensão da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro – FAPERJ na mesma universidade.

ELIANA CRISPIM FRANÇA LUQUETTI

Doutora e Mestra em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Licenciada e Bacharela em Português/Latim, também pela UFRJ. Atualmente é professora associada da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Tem experiência na área de Letras e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: linguagem, mudança linguística; sociolinguística, linguística centrada no uso, linguística aplicada ao ensino de línguas, variação, formação de professores, letramento, ensino de leitura, livro didático e seus usos, léxico e gêneros textuais.