Voltar

Leitura e “novas” tecnologias: um olhar discursivo*

Autor(es) Ludmila Fernanda Domingues Pereira
FERNANDA GALLI
Coordenação de mesa
Macrotema Linguagem e Tecnologia
Artigo (Visualizar) (Download)
Local [fórum dia todo]
Horário 07/06/2017 - O dia todo
Link para Acesso (ACESSO A ESTE FÓRUM)
Resumo

Esta abordagem configura-se como um recorte de nossa pesquisa de Mestrado em desenvolvimento intitulada “A Leitura e o Imaginário Docente: um enfoque discursivo”. Nessa investigação, nosso objetivo é analisar os posicionamentos dos sujeitos professores em formação sobre o livro como artefato culturalmente valorizado para a prática da leitura. Para tanto, elegemos dois construtos teóricos – Análise do Discurso de linha francesa (devido ao seu caráter interpretativo) e Novos Estudos do Letramento (em razão da consideração da leitura como prática socialmente situada atravessada por questões políticas e ideológicas) – e estabelecemos entre ambos uma relação de interface. O conjunto do material de pesquisa consiste em relatos escritos pelos acadêmicos do 2º e do 5º semestres do curso de Pedagogia de uma instituição de ensino superior particular do interior do estado de São Paulo, na qual atuamos como docente. A escrita desses relatos foi motivada por uma questão discursiva formulada a partir da leitura do livro Como um romance, de autoria de Daniel Pennac. Para a presente reflexão, trazemos um dos relatos pertencente ao eixo “Leitura e Novas Tecnologias”, cuja análise que ainda não esteva fechada até o momento de conclusão dessa abordagem aponta para a emergência de um sujeito afetado pela ilusão de novidade provocada pelo suporte digital para leitura, produto talvez da espetacularização das “novas” tecnologias.

Palavras-chave

Leitura. “Novas” Tecnologias. Análise do Discurso. Novos Estudos do Letramento.

Currículos
Ludmila Fernanda Domingues Pereira

Graduada em Letras pela Fundação Educacional de Fernandópolis (2006) e especialista em Docência no Ensino Superior pelo Centro Universitário de Votuporanga (2012). Atualmente é agente de organização escolar da Escola Estadual Profa. Joanita B. B. Carvalho. Trabalhou como professor nível superior na FAU - FACULDADE DE AURIFLAMA entre os anos de 2013 e 2016. No ano de 2015 ingressou no curso de Mestrado em Análise Linguística, linha de pesquisa Oralidade e Letramento na Unesp de São José do Rio Preto.

FERNANDA GALLI

Graduada em Letras pela UNESP/Assis (1997), mestre em Letras - Filologia e Linguística Portuguesa pela UNESP/Assis (2002), doutora em Linguística Aplicada pelo IEL/UNICAMP (2008) com estágio-sanduíche na FPCE (Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação) da Universidade de Lisboa (2007) e pós-doutora em Ciência da Informação e Comunicação pela FFCLRP/USP (2012). Atualmente, é pesquisadora e professora no Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos do IBILCE/UNESP e bolsista PNPD/CAPES. Desenvolve pesquisas na área de Linguística, com ênfase em Análise do Discurso, e atua principalmente na investigação de temas como: discurso, leitura, letramento, tecnologias digitais.