Voltar

Estudos de inglês em ambiente on-line: autonomia do aluno x apoio institucional

Autor(es) Márcia Magarinos de Souza Leão
Coordenação de mesa Eduardo de Almeida Rodrigues
Macrotema Educação e Tecnologias
Link Slides O apresentador não enviou slides
Código para Slides Não tem
Artigo (Visualizar) (Download)
Local #evidosol-1 [CHAT]
Horário 07/06/2017, 18:20/18:50
Link para Acesso (ACESSO AS SALAS DE CHAT)
Resumo

Esse artigo reflete sobre as formas de estudo de inglês on-line com base nos primeiros estudos sobre educação a distância. Há um resumo sobre aprendizagem independente (MOORE, 1972; 1973), andragogia (KNOWLES, 1990) e aprendizagem autodirigida (GARRISON, 1988, 1997), que deram origem às teorias de educação a distância, como a teoria da distância transacional (MOORE, 1993; 2007). Essa teoria compreende a educação a distância com base na interrelação da autonomia do aluno, da estrutura do curso e do diálogo entre professor e aluno. Ao rever essa literatura, o artigo aponta e exemplifica a importância do apoio institucional aos aprendizes de língua inglesa, através da estrutura do curso e da interação com um professor, a fim de que seus estudos sejam bem-sucedidos.

Palavras-chave

Educação a distância. Cursos on-line. Autonomia

Currículos
Márcia Magarinos de Souza Leão

Professora adjunta de língua inglesa no Centro de Ciências Sociais da Escola Naval e do Departamento de Letras da faculdade de formação de Professores da UERJ, com atuação na formação de professores e no ensino on-line.