Voltar

Concepções de leitura em um livro didático de língua portuguesa: uma breve análise

Autor(es) Patricia Mara de Carvalho Costa Leite
Coordenação de mesa Marina Morena dos Santos e Silva
Macrotema Linguagem e Tecnologia
Link Slides O apresentador não enviou slides
Código para Slides Não tem
Artigo (Visualizar) (Download)
Local #evidosol-2 [CHAT]
Horário 05/06/2017, 18:20/18:50
Link para Acesso (ACESSO AS SALAS DE CHAT)
Resumo

As atividades de leitura, em língua materna ou em língua estrangeira, em geral, ainda parecem estar focadas nas concepções linguística e psicolinguística. Isso implica não atingir uma leitura que requeira o posicionamento do leitor, o extrapolar a materialidade textual. Desse modo, este artigo almeja investigar se as concepções de leitura presentes no capítulo 1 do livro didático Universos Língua Portuguesa do 7º ano (PEREIRA, 2015), aprovado pelo Programa Nacional do Livro Didático 2017, focam no autor (concepção linguística), no leitor (psicolinguística) ou na interação autor-texto- leitor-contexto (sociocultural). As diferentes concepções de leitura (CASSANY, 2006; CASSANY; CASTELLÀ, 2010; COSTA, 2011, 2012; GAIA, GOULART, 2013 notadamente) embasarão nossas escolhas.

Palavras-chave

concepções de leitura; livro didático; língua portuguesa.

Currículos
Patricia Mara de Carvalho Costa Leite

Doutoranda em Estudos Linguísticos pela UFMG. Mestre em Letras pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Graduada em Psicologia pela UFSJ e em Letras/inglês pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Atuou em escolas de idioma, escola particular e universidade. É professora há mais de 15 anos. Sua pesquisa gira em torno da formação de professores e letramento crítico.